Water (2005), um soco no estômago

Chuyia, a protagonista do filme Water, deposita um barco no rio Gangues. (Foto de Devyani Saltzman)

Quando eu acabei de assistir o filme Water, numa noite amena de uma sexta-feira solitária, eu não sabia se sinta uma profunda paz ou revolta. Sem sombra de dúvidas foi uma das experiências cinematográficas mais fortes de minha vida. Foi como levar um soco no estômago sem estar preparada. Mas será que o soco no estômago doeria menos – ou teria menos impacto – se eu estivesse preparada para ele?

Leia mais »

Ser mulher no Paquistão: uma dura realidade

Ayeesha, funcionária da ONG paquistanesa Aware Girls, fala durante uma chamada na linha direta “Sahailee” (“amiga” em urdu) dedicada ao aborto em Peshawar, em 17 de dezembro de 2018. (ABDUL MAJEED/AFP)

Ser mulher na Ásia nunca foi fácil, especialmente se você se encontrar no Paquistão e agora, infelizmente, as coisas parecem estar piorando. De acordo com uma reportagem do DW a violência contra as mulheres tem aumentado exponencialmente no Paquistão, um país com mais de 200 milhões de habitantes, dos quais 48 % são mulheres, de acordo com dados de 2017.

Leia mais »

Caso Nirbhaya: Quatro condenados são executados por estupro e assassinato em ônibus em Delhi em 2012

Os quatro homens se declararam inocentes. (Polícia de Delhi)

Quatro homens indianos condenados por estupro coletivo e assassinato de uma estudante de fisioterapia em Delhi em 2012 foram enforcados em 20 de março, última sexta-feira. Akshay Thakur, Vinay Sharma, Pawan Gupta e Mukesh Singh foram condenados à morte por um tribunal em 2013.

Leia mais »

“Ela me anuncia o fim dos meus tormentos”: a execução de Maria Stuart

 Maria Stuart subindo ao patíbulo. Obra de Scipione Vannutelli, 1861. (Reprodução/Wikipedia Commons)

Maria Stuart teve uma vida repleta de dramas, conspirações e assassinatos, uma morte, em especial a marcou profundamente e influenciou no destino final, a de seu segundo marido, Lorde Darnley. Conheça a partir de agora a extraordinária vida de Maria, rainhas do escoceses, a mulher que viveu uma vida conturbada e encontrou na sua execução precoce a sua paz.

Leia mais »

Sati Pratha ou quando as mulheres queimavam com os seus maridos

Uma pintura do século XVIII representando o ritual Sati. (Reprodução/Wikipedia Commons)

Normalmente as viúvas despertam nas pessoas que as cercam sentimentos associados à compaixão e ao auxílio. Todos nós nos sentimos tocados pela dor de uma mulher que perdeu o seu companheiro, seja ele de longa ou curta duração, mas na Índia essa realidade praticamente não existe. Vistas como uma fonte de gastos pelas famílias dos ex-maridos e como símbolos de azar estas mulheres são banidas da sociedade, mas acredite a sua situação já foi bem pior.

Leia mais »

Um pouco da situação da mulher no Iraque

Imagem meramente ilustrativa. (Zoriah Miller/Flickr)

Como já sabemos o Iraque foi dilacerado por décadas de guerra. Os conflitos religiosos, políticos e econômicos tornaram-se mais brutais após a morte de Saddam Hussein em 2006. Como consequência as pessoas não se sentem mais seguras e as mulheres são as maiores vítimas dessa situação. Em algumas regiões do país, elas nem sequer podem trabalhar ou sair de casa sem usar um niqab ou estar acompanhadas por um membro da família do sexo masculino.

Leia mais »

Maria Stuart, uma rainha de vida conturbada (1542-1589)

Maria Stuart em trajes de viúva. Retrato de François Clouet, 1560. (Reprodução/Wikipedia Commons)

Maria Stuart teve uma das existências mais conturbadas da história. Ela tornou-se rainha dos escoceses com apenas 6 dias de idade após a morte de seu pai James V em dezembro de 1542, viu o seu reinado ser sabotado em diversas ocasiões e lidou com homens ambiciosos. Sua família, cujo nome foi anglicizado como Stuart no século XVII, governou a Escócia desde 1371 e até 1714, no entanto, nenhum evento foi tão icônico em sua vida quanto a sua execução, ocorrida em Fotheringhay diante de uma célebre plateia de nobres ingleses.

Leia mais »