Irã: Jovem de 22 anos é espancada até a morte por seu pai por voltar para casa tarde

Reyhaneh Ameri teria morrido apenas duas horas antes que a polícia descobrisse seu corpo, depois de ter agonizado. Fotos: Daily Mail

O Irã foi atingido por sua terceira morte por honra em um mês depois que uma mulher de 22 anos foi espancada até a morte por seu próprio pai.

De acordo com o Daily Mail Reyhaneh Ameri, de Kerman, no sul do Irã, foi atacada com uma barra de ferro depois de chegar em casa tarde da noite contrariando as ordens do pai.

A mídia local informou que ela sobreviveu por quase 24 horas após o ataque, mas sangrou até a morte devido aos ferimentos.

Isso acontece apenas alguns dias após Fatemeh Barihi, de 19 anos, ter sido decapitada por seu marido abandonado, e menos de um mês após morte de Romina Ashrafi, de 13 anos, ter sido morta com uma foice por seu pai.

Acredita-se que Reyhaneh tenha chegado à casa de seus pais por volta das 23h30 do domingo, dia 21 de junho, enfurecendo seu pai que a atacou violentamente.

O vice-chefe de polícia de Kerman, a maior província do Irã, onde o fato ocorreu, disse que o pai de Reyaneh usou uma barra de ferro para atingir sua cabeça lhe causando ferimentos catastróficos.

A irmã de Reyaneh alega que foi visitar a casa dos pais na manhã seguinte entre as 8h30 e as 9h, mas ninguém respondeu quando ela bateu. Ela então entrou, mas encontrou a casa bagunçada, e decidiu esperar que seus pais voltassem.

Acredita-se que seu pai tenha chegado primeiro, mas, sentindo a suspeita de sua filha, fugiu do local.

Logo depois que sua mãe chegou as duas entraram no quarto de Reyhaneh, onde descobriram suas roupas encharcadas de sangue. Também haviam pingos de sangue nas paredes.

A polícia foi chamado ao local e deparou-se com uma cena trágica. A política também encontrou vestígios de sangue que levavam ao carro do pai.

Eles rastrearam o celular do suspeito até uma vila próxima e o prenderam quando ele voltava para casa, mas ele negou ter conhecimento do paradeiro da filha.

A polícia então deu início a uma caçada desesperada para encontrar Reyhaneh até as 23 horas da noite, quando seu pai finalmente admitiu com “orgulho” ter assassinado a filha, afirma a Rádio Farda.

Ele levou os policiais para onde havia largado a cadáver da filha em uma área aberta da cidade.

O Iran Human Rights disse que, apesar da atrocidade do ataque, Rayhaneh morreu apenas duas horas antes da polícia descobrir seu corpo.

Eles alegam que o pai de Rayhaneh havia dito anteriormente à esposa que ele mataria a filha e até tentou assassiná-la em 2017.

Com informações de Daily Mail

2 respostas para ‘Irã: Jovem de 22 anos é espancada até a morte por seu pai por voltar para casa tarde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s